quinta-feira, 14 de outubro de 2010

39,9º de febre

Sentei-me agora aqui em frente do computador, mas o meu coração está lá, no quarto das miúdas. Não desejo nada disto a ninguém. Hoje a minha I continuou com febre e sempre na casa dos 39º. Quando cheguei a casa tinham passado apenas 3 horas de ela ter tomado Ben-u-ron e a miúda já tinha 38,4º. Decidi dar-lhe um banho com água tépida, afinal é uma das técnicas que aparece em vários livros de pediatria. Quando terminou o banho, a minha filhota começou a tremer, a ficar com pele de galinha, lábios a fugir para o roxo e a chorar descomunalmente. Só acalmava se eu a abraçasse. Éramos duas a tremer. Toda eu tremi por não saber o que fazer. Estava sozinha em casa, continuo sozinha em casa. Telefonei para a saúde 24, onde me aconselharam a ir ao Centro de Saúde. Chamei a minha mãe, para que ela pudesse ficar com a S que também estava com febre (aliás chamaram-me do infantário porque ela estava com febre e disseram-me que provavelmente estaria com nova otite, já que se tinha queixado do ouvido, resultado fui a correr para a pediatra, fui atendida pelo médico que não gosto - "Está tudo bem, para já não tem nada" - o costume e dá cá 50 €). Entretanto já tinham passado as 4 horas e dei à I outra dose de Ben-uron. A febre não baixou, aliás subiu até aos 39,9º. Fui com ela a arder em febre para o Centro de Saúde. Cheguei lá às 19h30, pensando que seria logo atendida, já que a saúde 24 iria mandar um fax a explicar a situação. Tive que esperar até às 19h45 para me darem uma senha, número 9, e até às 20h para fazer a inscrição. Não, não tive prioridade por ter sido mandada pela Saúde 24. Fui atendida às 20h30, graças a Deus pelo meu Anjinho da Guarda, a minha médica de família. Não há explicação para esta febre alta, ela tem apenas a garganta inflamada, mas sem bolinhas brancas. Fez agora 4 horas desde a última dose de Ben-uron. A febre já vai em 38,1º. Dei-lhe, agora mesmo, nova dose. Estou com o apertado-coração nas mãos. Assustei-me tanto quando ela ficou a tremer. A minha pequenina. Tão indefesa. Tão frágil. Quase sempre com um sorriso.

Não, não estou preparada para isto.
Sim, eu sei que tudo isto é normal e que ter filhos é isto mesmo.
Mas não, não suporto ver-me de mãos atadas sem saber o que fazer e vê-las sofrer.
E sim, eu sei que essa é a "tarefa" de mãe.

Vim aqui como terapia, para ver se me acalmo, se sossego um pouco.
O trabalho está a acumular. A força anímica está a falhar. Mas sempre como se nada se passasse. Sempre super. Sempre eu. Até um dia.

5 comentários:

BalDocas disse...

Vá lá Calma minha Linda, eu sei que não é fácil, e logo com 2 bebés temos sempre que ter um suporte para nos ficar com o outro bebé caso tenhamos que sair para o médico.

Pode ser só mesmo a garganta, alguma amigdalite que esteja para sair e seja mais a forte que ela tenha tido. Eu sei que não é fácil, porque com febres assim nós assustamo-nos muito, a minha filhota fazia febres de 40, cheguei a entrar com ela na Cuf com 42,3º...

Mas vai correr tudo bem com a bebé.

As melhoras da bebé
Beijocas grandes e muita força

Incógnita disse...

Obrigada pelo apoio!

Maria disse...

Um beijo e as melhoras.

Se eu puder ajudar de alguma forma, diz.

RJ disse...

oh querida só li agora.
Vou ligar-te.

beijinhos grandes

Incógnita disse...

Obrigada, minhas queridas pela preocupação e apoio.
As feijocas continuam com febre. A noite passada foi de olho aberto. Esta noite, logo se vê. Amanhã iremos novamente à pediatra.
Vai correr tudo bem!